• "A Economia social e solidária é um sonho com mais de 200 anos. [...] Depende de nós juntar as nossas competências e unir os nossos esforços."

    - Paul Singer, Secretário Nacional da Economia Solidária, Brasil

    O que é a Economia Social e Solidária?

    Existem várias definições de Economia Social e Solidária. No entanto, destacamos a definição da RIPESS (Rede Internacional de Economia Social e Solidária):

    “A Economia Social e Solidária é um movimento que pretende promover a mudança em todo o sistema social e económico, defendendo um paradigma de desenvolvimento diferente assente nos princípios da Economia Solidária. A Economia Social e Solidária é assumida como uma dinâmica de reciprocidade e solidariedade que concilia os interesses individuais com os coletivos.”

    De forma mais simples, é dizer que a Economia Social e Solidária pretende criar condições de vida dignas para todos e todas a uma escala glocal. Significa que a economia reconhece as necessidades de todas as pessoas ao invés de criar mais necessidades – e permite criar as condições necessárias para estabelecer políticas nacionais e internacionais que tornem a ESS uma realidade. 

    Quem é a Economia Social e Solidária?

    As pessoas que estão fora do atual sistema económico ou as pessoas que desejam uma forma diferente de troca, partilha, acesso ou produção de recursos, de forma colectiva. Alternativas ao sistema económico vigente existem há tanto tempo quanto o sistema em si. As pessoas que estão envolvidas na economia social e solidária têm como alternativa o uso de produtos do comércio justo, produzem bens e serviços de forma colectiva ou são detentores de bens e recursos, não a nível individual mas enquanto comunidade. Podem unir-se em sistemas locais de troca e partilha ou recorrem a redes para se organizarem e informarem.

    SUSY - O que é?

    O projeto SUSY reúne e dá a conhecer diversos exemplos de economia social e solidária, para que as pessoas interessadas e envolvidas em iniciativas sociais e solidárias possam interagir e conectar-se, de forma a partilharem cada vez mais estas ações com outras pessoas. Ao reunir e partilhar estes exemplos, pretende-se obter novas ideias e práticas, de forma a reforçar a economia social e solidária. Aspiramos a potenciar a reflexão e discussão, por forma a descobrir e participar em futuras oportunidades e possibilidades de economia social e solidária. Ao mesmo tempo – assim como outras iniciativas de economia social e solidária – estamos a construir laços com decisores políticos, com o objetivo de obter o seu apoio em formas alternativas de agir e atuar. 

    Somos uma rede de 26 associações em 23 países europeus, potenciando as competências dos atores locais, comprometidos com a economia social e solidária, apoiando o novo paradigma do desenvolvimento económico orientado para o combate à pobreza e na partilha de um modo de vida sustentável e equitativo. 


    PARCEIRO SUSY EM PORTUGAL

    COFINANCIAMENTO


    Este website é cofinanciado pela União Europeia.Os conteúdos deste website são da exclusiva responsabilidade dos parceiros e não podem, em caso algum, ser considerados como expressão das posições da União Europeia. 

    Facebook
    Twitter
    Youtube